as

 

 

Welcome to Present Tense | profile | hi5 profile | msn address | e-mail

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

terça-feira, janeiro 30, 2007

pois, não sei...

Pergunta: Porque será que a estreia da telenovela Páginas da Vida, onde se fala de bebés, do amor pelos filhos e outras coisas assim, aconteceu precisamente em vésperas do referendo acerca da despenalização do aborto?

Resposta: Pois, não sei.

quinta-feira, janeiro 25, 2007

óscares

Eu até dava a minha real opinião acerca daquilo que os Óscares significam para mim... Mas não o vou fazer. Não me apetece criar inimigos. Siga!

terça-feira, janeiro 23, 2007

ficção?

Não vês que a finalidade da novilíngua é precisamente restringir o campo do pensamento? Acabaremos por fazer com que o crimepensar seja literalmente impossível, pois não haverá palavras para o exprimir. Todos os conceitos de que possamos ter necessidade serão expressos, cada um deles, exclusivamente por uma palavra, de significação rigorosamente definida, sendo eliminados e votados ao esquecimento todos os seus sentidos subsidiários (…) Ano após ano, cada vez menos palavras, e o alcance da consciência cada vez mais limitado. (…) Já alguma vez pensaste, Winston, que no ano 2050, o mais tardar, não haverá um único ser humano capaz de entender uma conversa como a que estamos a ter agora?
Excerto de "mil novecentos e oitenta e quatro", de George Orwell

E eu pergunto: será este quadro ficção? Será que isto não está já a acontecer?

sexta-feira, janeiro 19, 2007

era uma vez



Os minutos que antecederam a chegada de hoje à escola foram acompanhados por uma agradável surpresa: o novo single dos franceses Air. Chama-se Once Upon a Time e, longe de ser o mais genial dos temas da banda, é uma boa entrada para o novo álbum, Pocket Symphony (na imagem) com saída prevista para o início de Março. Enquanto não chega, deliciem-se com a faixa na secção in my HEADphones, mesmo aqui ao lado.

terça-feira, janeiro 16, 2007

professor?

A semana começou com uma surpresa. No trabalho, quando pensava que ia receber um grupo de 4 ou 5 alunos da Escola Superior de Educação de Beja para uma reunião normal, eis que aparecem 27. Pânico geral! Rearrumar a sala de reuniões, arranjar umas ofertas e preparar à pressa o datashow para ajudar uma reunião que passou a ter formato de "aula". Três horas mais tarde a coisa tava terminada, os nervos mais calmos e uma boa sensação. Será que descobri a veia de professor que muitos dos meus colegas já adivinharam?

segunda-feira, janeiro 15, 2007

tópicos de domingo

Objecto de estudo: Notas para uma Definição de Cultura
Autor: T.S. Eliot
Objectivos: Ler, resumir e relacionar
Estado do discente: Culturalmente farto!

quinta-feira, janeiro 11, 2007

amadeo



É da fibra de Amadeo de Souza Cardoso que se fazem grandes criadores! Um artista à frente do seu tempo, inovador na Arte a nível mundial. Um português que fez (e faz) tremer os espanhóis...

Este quadro é um exemplo da vanguarda de Amadeo. É difícil acreditar que foi pintado na primeira década do século XX, mas a verdade é que foi mesmo. E ao vivo as cores são ainda mais vibrantes...

PS: Não digam nada a ninguém, mas na exposição um dos quadros está pendurado ao contrário. Descubram-no, mas que isso não provoque distracção para as obras de Amadeo de Souza Cardoso. Ela merece toda a máxima atenção e respeito.

terça-feira, janeiro 09, 2007

eh pá, gosto disto #1

Muse - Knights Of Cydonia

segunda-feira, janeiro 08, 2007

acordares

Depois de um fim-de-semana perto do mar, em S. Pedro de Moel e arredores, terminada com uma noite de domingo no cinema (até tarde demais!) o arrancar da semana está a ser terrível. Acho que nem na passagem de ano me custou tanto a acordar como hoje. E será que já acordei mesmo? :)

sexta-feira, janeiro 05, 2007

pessoas #1

Há pessoas tão politicamente correctas e com um discurso tão certinho e bonzinho que me dão vómitos... dos grandes!

quinta-feira, janeiro 04, 2007

2007

Não leio as previsões das revistas e muito menos oriento a minha vida por aquilo que os astrologos dizem no início de cada ano. Apesar disso, confesso que todos os anos as consulto e este não é excepção. Ora, segundo os especialistas nesta coisa dos astros, diz que para os nativos do signo Virgem (é preciso ver que a linguagem astrológica está aqui presente) este vai ser um ano orientado para "plantar sementes para o futuro". Não sei se me vou tornar agricultor ou alistar num partido de esquerda mais ligado ao proletariado, mas estou a ver que 2007 não me vai trazer lá grandes novidades... Diz que 2008 será bem melhor. Vamos ver.

De qualquer forma, fazendo agora o balanço, 2006 foi um ano positivo para mim. A nível pessoal/emocional foi altura de ganhar fôlego e prosseguir depois de tempos mais tempestuosos. Só quero um 2007 melhor. É este o meu desejo para todos.